About

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Veja como foi o curso "Impactos de e-books em bibliotecas", com Liliana Giusti Serra, realizado em 19/10/2013

No dia 19 de outubro de 2013, promovi o curso “Impactos de e-books em bibliotecas”com a palestrante Liliana Giusti Serra, em Parceria fechada com a FESPSP. Segue um breve resumo!

Na introdução do curso Liliana relembrou a história do livro e das invenções tecnológicas que impactaram o percurso do livro e das bibliotecas. Falou da invenção da escrita passando pelo pergaminho, códice, invenção da prensa, tipos móveis e comunicação eletrônica, com o advento da internet.


Liliana falou sobre o conceito de livro para abordar a questão do livro eletrônico e chamou a atenção para o fato de um livro em formato pdf que seja a cópia fiel de um livro impresso, por exemplo, não ser, na verdade, um livro eletrônico (e-book). Um arquivo em pdf que seja a cópia fiel de um livro impresso é apenas um livro em um suporte digital, mas o livro em si continua sendo “analógico”, mesmo estando em pdf, porque este formato não utiliza os recursos (os hiperlinks e os conteúdos dinâmicos e interativos) que o formato digital pode oferecer. Há uma diferença entre o que é “nativo digital” do que é "transformado/convertido para o digital".
  
A palestrante explicou os conceitos de:

• Livro eletrônico/digital;
• E-textbook (didáticos);
• Livro expandido (enhanced books);
• Livro interativo.

Explicou sobre a necessidade de se ter um equipamento para leitura dos e-books:

• Computador / Notebook;
• E-reader (leitor digital);
• Tablet;
• Smartphone.

Falou sobre a leitura digital, que pode ser Vertical: Periódicos, PDF, Sem ou com poucos recursos, Retomada da leitura em rolo; ou Paginada: Simulação do formato códice, Familiaridade de navegação, Alguns aplicativos reproduzem som de folhear, Paginação complexa ou ausente.

Liliana mostrou os diversos modelos e explicou as diferenças entre e-reader, tablets, os formatos disponíveis para cada um deles e como deve ser feita a escolha, o que devemos considerar no momento de aquisição.

Vimos também as questões que envolvem os conteúdos para os e-books, suas relações com as bibliotecas (escolar – infantil/infanto-juvenil, acadêmica, pública) e seus tipos:

• Produção acadêmica / Institucional;
• Domínio público;
• Obras gratuitas;
• Obras de baixo custo (low cost);
• Open Access (acesso aberto);
• Conteúdo licenciado;
• Auto-publicação.

A palestrante explicou sobre os formatos (aberto ou proprietário) e sobre o DRM (Digital Rights Management), suas implicações e impactos em relação às bibliotecas e deu um panorama sobre as questões de direitos autorais no nosso país e no mundo.

Liliana falou sobre as diferenças entre editores, agregadores, distribuidores e fornecedores, quais modelos de negócios cada uma dessas categorias costuma utilizar, modo de assinatura/aquisição dos e-books e o que as bibliotecas precisam questionar e observar, principalmente nos contratos, para que a aquisição não seja equivocada ou ineficiente para a biblioteca.

Um ponto muito importante ressaltado pela palestrante foi o fato de ser imprescindível que a Biblioteca atrele ao seu catálogo (de preferência obtendo os metadados para inserção no OPAC) a lista de e-books adquiridos – seja a aquisição de forma perpétua ou por meio de assinatura. Ou seja, é preciso que estes produtos estejam totalmente ligados à biblioteca para que o usuário possa ter uma base de dados única para realizar sua pesquisa (não é viável ter uma base de dados/plataforma para pesquisa segmentada por empresa – em sites diferentes - pois a tendência é que a biblioteca tenha contratos com diversas empresas para montar seu catálogo), e também para que o usuário, desta forma, enxergue tudo o que está à disposição como sendo um produto da biblioteca.

Liliana comentou que antes dos e-books a gestão era “bibliográfica” e, agora, com os impactos causados o foco da gestão será outro: “o conteúdo”.
A adoção dos e-books impactará diretamente sobre o modo como a biblioteca realizará o seu desenvolvimento de coleções. Grande parte da obtenção dos e-books é e será feita por meio de assinaturas não perpétuas. Ou seja, a biblioteca pagará por um determinado tempo, por uma determinada obra e não terá garantias de que esta obra passará a pertencer ao acervo de maneira perpétua. Podemos nos deparar com casos em que o autor muda de editora e um livro importante para o nosso acervo pode, de repente, passar a não ser mais parte da coleção assinada. Podemos, simplesmente, sofrer um corte de verbas que nos impeça de renovar a assinatura de obras bem utilizadas em nosso acervo etc.

As bibliotecas precisam ficar atentas a esses casos, assim como a casos semelhantes, por exemplo, de fornecedores que mudam os contratos com os editores (a biblioteca será avisada? O fornecedor ou distribuidor conseguirá incluir no contrato a nova editora do autor que precisa?), ou com o pagamento para acesso perpétuo ou não de plataformas (em casos de formatos proprietários) para não perder o acesso à materiais adquiridos de forma perpétua, mas cujo contrato diz que para ter acesso à obra é preciso ser assinante ativo da plataforma...

Para ajudar em todas essas questões, Liliana abordou quais os critérios que as bibliotecas devem levar em consideração para a escolha de fornecedores, escolha de conteúdos, especificações técnicas, funcionalidades e de modelos de negócios para a aquisição deste tipo de material. Foi um curso muito esclarecedor, produtivo e ficou claro que as bibliotecas precisam se posicionar e estabelecer um bom diálogo com as empresas para que possam ser ouvidas e atendidas de forma mais apropriada. As bibliotecas devem se posicionar de modo que possam passar a ditar as regras do negócio, como consumidoras, e não agir de forma passiva, aceitando de maneira imposta as condições que as empresas querem passar (e que muitas vezes não são as mais adequadas para nós, bibliotecas). Foi um curso muito bacana!
 
A palestrante Liliana e Marcia Helena, ganhadora do livro sorteado

Marcia Helena foi a ganhadora do livro sorteado entre os participantes, cortesia da "livrosdebiblio"!

Confira as fotos no álbum do facebook!


Agradeço à Liliana Giusti Serra, por ter aceitado meu convite para ministrar este curso, a todos os participantes, ao Akira Takiy, por toda ajuda e apoio, à FESPSP pela parceria e a todos que ajudaram na divulgação deste curso, obrigada!




0 comentários :

Postar um comentário